Os materiais de fabrico desempenham um papel importante na produção de tacos de padel. Isto deve-se ao facto de os materiais utilizados deverem ser suficientemente resistentes para suportar as forças de impacto e velocidade, bem como suficientemente flexíveis para se adaptarem a cada jogador e ao seu estilo.

Um dos materiais mais utilizados no fabrico de raquetes de padel é a fibra de carbono. É por isso que aqui vamos tentar responder à pergunta “O que é o carbono no padel”, bem como dizer quais são as diferenças de acordo com o k do carbono, o que é muito importante na hora de escolher a sua raquete de padel.

O que é a fibra de carbono e como é utilizada nos tacos de padel?

A fibra de carbono é um material compósito feito de filamentos de carbono muito finos e resistentes que são entrelaçados para criar um tipo de malha têxtil. Este material é conhecido pela sua elevada resistência à tração, leveza e rigidez. Estas características tornam-no um material muito desejável para o fabrico de raquetes de padel.

No fabrico das raquetes de padel, a fibra de carbono é utilizada para reforçar e dar rigidez à estrutura da raquete de padel. O processo de fabrico começa com a criação de um molde da lâmina, que é depois revestido com uma camada de resina. Os filamentos de carbono são então colocados no molde e impregnados com mais resina. O processo é repetido várias vezes até que seja criado o número necessário de camadas de fibra de carbono.

A sua utilização nas raquetes de padel deve-se ao facto de conferir uma grande rigidez e resistência ao quadro da raquete, o que se traduz numa maior precisão e potência.

O que significa o K no carbono do padel?

Agora que sabemos o papel que o carbono desempenha no padel, é importante falar sobre as diferenças de acordo com o k do carbono. Mas, antes de mais, é preciso falar do que significa este K na fibra de carbono das lâminas de padel.

O termo 3k, 12k ou 18k refere-se ao tecido de carbono utilizado no fabrico da raquete de padel. Estes números referem-se ao número de filamentos de carbono que estão entrelaçados em cada fio do tecido. Ou seja, o número de fibras em cada filho de fibra de carbono.

Cada letra K do termo refere-se a 1.000 filamentos de carbono. Assim, por exemplo, um tecido de carbono 3k significa que existem 3.000 filamentos de carbono entrelaçados em cada fio do tecido deste têxtil.

O tecido de carbono é importante no fabrico de raquetes de padel porque influencia a resistência e a rigidez da raquete. Quanto maior for o número de filamentos de carbono, maior será a resistência e a rigidez da lâmina. Do mesmo modo, quanto mais carbono, mais elevado é o custo de fabrico deste têxtil de carbono.

Diferenças em função do K de carbono nas lâminas de padel

A primeira coisa que podemos encontrar como diferenças de acordo com o k de carbono é o número de filamentos em cada fio de fibra de carbono. Como já vos dissemos, quanto maior for o número antes do K, mais fibras teremos, por exemplo, 3K refere-se a 3000 filamentos e 18K a 18 mil filamentos.

Outra das diferenças mais importantes do carbono k é a rigidez. Uma raquete de padel com mais fibras de carbono é mais rígida, o que influencia a potência, a força projectada e o controlo.

Mas isso não é tudo, quanto mais fibra de carbono houver na raquete de padel, mais resistente ela é. Suportará muitos mais jogos de maior intensidade. Se a fibra de vidro ou outros materiais forem substituídos por carbono, o peso é consideravelmente reduzido.

A última das diferenças consoante o carbono k está no preço. Isto deve-se ao facto de a fibra de carbono não ser um material muito económico, o que significa que quanto mais K tivermos, maior será o custo da fibra de carbono e, por conseguinte, das pás das pás.

Obrigação de 3k ou 12k?

A escolha entre um tecido de carbono 3k ou 12k numa raquete de padel depende em grande parte das necessidades e preferências do jogador. A resposta à escolha entre 3k ou 12k é que cada um tem as suas próprias vantagens e desvantagens.

Por exemplo, há jogadores que preferem tacos de padel muito mais flexíveis e não tão rígidos. Do mesmo modo, para os principiantes, se perguntarem 3k ou 12k de carbono? A escolha mais óbvia é a 3K porque estas pás não são tão avançadas ou caras, sendo ideais para principiantes.

Antes de decidir entre 3k ou 12k de carbono? Experimente os dois tipos de remos. Depois, escolha a que melhor se adapta a si, avaliando a sua rigidez e peso, bem como a sua resistência. Se é um principiante, é melhor crescer por etapas, por exemplo, primeiro uma raquete de padel de 3K e depois uma de 12K.

Obrigação de 12k ou 18k?

Agora vem outra questão lógica: obrigação de 12k ou 18k? Ambas as lâminas são consideradas das melhores do mercado. Podemos dizer que os tacos de padel de 12 K são tacos de padel de nível intermédio, enquanto os tacos de padel de 18 K atingem um nível mais avançado.

Com 18.000 filamentos de carbono por fio, as lâminas de padel 18K oferecem uma elevada resistência, grande força, rigidez e excelente potência, tudo isto com um peso reduzido. É por isso que o desempenho é considerado um dos melhores graças à fibra de carbono.

Tal como no ponto anterior, não se deve responder apenas O que é o carbono no padel? Mas também para conhecer as suas necessidades. Desta forma, pode saber qual o tipo de pá que melhor se adapta a si, respondendo com precisão se é de carbono 12k ou 18k? Também se pode confiar no orçamento.

Agora que já conhece as diferenças entre os diferentes tipos de carbono, vai certamente querer saber quais são as melhores raquetes de padel para cada tipo de jogo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Abrir chat
1
¿Necesitas ayuda?
Chat en Línea